sexta-feira, 18 de maio de 2018

O GAROTINHO CORAJOSO

                   “[...]Teu servo irá e pelejará contra o filisteu ” (I Samuel 17:32).


MATERIAL CONCRETO: Fabrique uma funda. É super fácil: basta 30 cm de corda e 10 cm de material que imite o couro; pode ser um tecido. No meio da corda, coloque esse tecido. Em uma das pontas, faça um nó que caiba o seu dedo. 5 pedrinhas. Davi e Golias para encenar.

HISTÓRIA CONTEXTUALIZADA: Alguma vez você já viu uma funda? A funda era muito conhecida antigamente (mostrar e ilustrar como usar). Dizem que nas guerras, homens muito inteligentes, utilizavam a funda para atingir o inimigo e que apenas com uma funda conseguiam derrotar muitos inimigos, mais até do que um soldado com sua espada. E eu pensava que a funda era usada apenas para espantar animais ferozes. Mas, não era qualquer pessoa que podia utilizar, vejam só: era preciso colocar essa parte no dedo, pegar a pedra, colocar na posição correta, segurar a outra ponta da corda, girar e soltar essa outra parte acertando a pedra exatamente onde se espera. Até me cansei, só de pensar na dificuldade! (se possível, ao falar, mostrar uma funda)
Davi era ótimo com fundas, ele era pastor de ovelhas e precisava espantar ursos, leões, raposas e outros animais que queriam comer suas ovelhinhas. Ele era muito corajoso. A Bíblia diz que esse rapazinho lutou com um urso e venceu, também não tinha medo de leões. Esse Davi era muito corajoso. Seus irmãos também eram corajosos, lutavam no exército do rei Saul. Só que um dia, ficaram com muito medo. É que apareceu um gigante bem grande, que falava forte e queria alguém para lutar com ele. Ninguém teve coragem (aparece Golias).
Por causa disso, o gigante achava que podia zombar do nome de Deus. Falava que o nosso Deus não era de nada e que era um fraco. Que cena mais triste. E ninguém fazia nada porque todos estavam com medo daquele gigante. Nessa hora, Davi apareceu no acampamento e ouviu tudo aquilo. Ele ficou chateado e disse: Como pode esse homem falar assim de Deus e de Seu povo! Eu vou lutar contra esse homem; Ele nunca mais zombará do Deus de Israel! Que corajoso era Davi! Mas ninguém queria deixar Davi enfrentar o gigante, pois ele era um rapazinho pequeno. Davi era pastor de ovelhas e o gigante era o mais importante soldado do povo inimigo.
Mas Davi tinha a Deus e ele sabia que quando estamos com Deus, não precisamos ter medo.
Davi correu até o riacho, pegou 5 pedrinhas e foi em direção ao gigante. Ele estava sem espada, sem capacete e nenhuma roupa especial. Quando o gigante olhou para baixo viu Davi, tão pequenininho, que começou a rir:
Você veio lutar comigo? Seus fracos, vocês devem me enviar um soldado de verdade... Eu sou um cachorro para vocês virem até mim com paus e pedras? Davi olhou bem firme para o gigante e disse: Você vem com lança e escudo, mas eu vou lutar contra você em nome do Senhor dos Exércitos, a quem você está xingando! E aquele pequenino pastor de ovelhas girou a sua funda e uma única pedra acertou a testa de Golias que caiu no chão. Uau! Davi venceu a batalha e o povo ficou livre. Então, os filisteus saíram correndo de medo e os exércitos israelitas correram atrás deles e os derrotaram.
Davi virou um guerreiro do Senhor; o povo o amava e depois de certo tempo ele se tornou o rei de Israel. Davi foi o rei mais importante daquela época. A Bíblia o chama de o homem segundo o coração de Deus, porque ele era amigo de Deus.

APELO: Quem quer ser como Davi, corajoso e amigo de Deus?

ORAÇÃO: Querido Deus, aqui estão Suas crianças, que elas sejam corajosas como Davi, fazendo sempre Tua vontade e assim serem Tuas amigas. Em nome de Jesus, Amém!





quinta-feira, 10 de maio de 2018

O PEDIDO DE SALOMÃO


                                “Dá, pois, ao teu servo sabedoria[...]” (I Reis 3:9).


MATERIAL CONCRETO: Faça placas de direção (esquerda e direita); dois caminhos e coloque, antecipadamente, no local onde as crianças estarão.

HISTÓRIA CONTEXTUALIZADA: Olá, crianças, tudo bem com vocês? Eu estou meio confusa hoje, será que alguém pode me ajudar? Deixem-me falar do que preciso. Quero chegar à casa da minha amiga Joana, mas eu esqueci como chegar lá. E agora vejo estes dois caminhos, estas placas; como eu vou saber qual é o caminho certo? Alguém pode me ajudar? Ah, eu preciso saber como faço para chegar à casa da Joana! Que confusão, não é mesmo, crianças?
Alguma vez, vocês ficaram sem saber o que fazer? Alguma vez, vocês pegaram a prova e não sabiam fazer a prova?
Pode ser que alguma vez vocês não saibam o que fazer. Será que todas as pessoas já passaram por isso? Sim ou Não?
A Bíblia conta a história de um homem que sempre sabia o caminho, e ele não se confundia com as placas e nem com o caminho; o seu nome era Salomão, o filho do rei Davi, que ainda muito jovem se tornou o rei de Israel. A Bíblia também diz que um dia, duas mulheres chegaram disputando uma criança (encenar com duas mulheres, um bebê e um soldado com espada), as duas diziam que a criança era delas. Mas uma criança não pode nascer de duas mães, não é verdade? E elas gritavam e pediam para o rei resolver. E, agora? Salomão mandou o soldado pegar o bebê e deu ordem para que ele cortasse o bebê ao meio e desse um pedaço para cada uma daquelas mulheres.
Oh, que cruel! Esperem um pouco! Na mesma hora, uma das mulheres, gritou: Pare! Pare! Pode deixar a criança viva
e dê para ela; eu prefiro que o bebê fique com ela do que morta. E a outra mãe dizia: Não, você pode cortar a criança; nem
minha nem dela. E naquela hora, Salomão entendeu quem era a mãe verdadeira e mandou que o soldado entregasse a criança para a mãe que pediu para deixar o filho vivo. Assim, o povo ficou admirado com a sabedoria do rei.
Certo dia, uma rainha de muito longe veio conhecer Salomão, porque em todo o mundo se dizia que ninguém era mais inteligente e mais sábio que ele. A rainha de Sabá ficou tão admirada, que disse que Salomão era muito mais sábio do que falavam.
Crianças, a Bíblia diz que ninguém era mais sábio que Salomão, nem antes e nem depois dele. Mas por que Salomão era tão inteligente? Ele gostava de estudar? Sim, isso era verdade. Mas um dia, quando ele ainda era bem jovem e acabara de se tornar o rei de Israel, Deus apareceu a ele, enquanto Salomão orava. E Deus perguntou: Salomão, o que você quer que eu faça por você? Eu farei qualquer coisa!
Salomão, nem pensou muito e disse: Senhor Deus, sou tão jovem e como vou saber como ser o rei do Seu povo? Por favor, Senhor, me dê sabedoria para ser o rei como Tu desejas. Deus ficou tão feliz com o pedido simples e humilde de Salomão que disse: Já que você não me pediu muito dinheiro, nem a morte de seus inimigos, mas sabedoria, você será sábio, tão inteligente que nunca ninguém será mais inteligente que você. E Eu farei de você o rei mais famoso da terra, se você sempre estiver comigo.
E foi assim, Salomão sempre sabia o que dizer e o que fazer, enquanto obedeceu a Deus. Quando pedimos a coisa certa para Deus, Ele sempre nos dará o que pedirmos. Salomão fez a escolha certa.

APELO: E vocês, querem sempre saber o caminho certo? Então, façam como Salomão, confiem em Deus, sejam amigos de Deus e Ele lhes ensinará o caminho certo.

ORAÇÃO: Querido Deus, que sejamos Teus amigos para sabermos o caminho certo. Em nome de Jesus, Amém!











sexta-feira, 4 de maio de 2018

O PEQUENO SACERDOTE DO SENHOR


                      “O jovem Samuel servia ao Senhor[...]” (I Samuel 3:1).

MATERIAL CONCRETO: Roupa de sacerdote; uma esteira; uma lamparina; uma voz de fundo masculina, quando Deus chamar Samuel. Um garotinho para ser Samuel e um homem para ser o Eli.

HISTÓRIA CONTEXTUALIZADA: Vocês gostam de estar na igreja? Eu amo a igreja, se eu pudesse, moraria na igreja e, vocês? Teriam coragem de vir morar sozinhos na igreja sem seus pais? (Deixe que respondam).
Hoje, quero contar-lhes a história de um pequeno sacerdote. Esperem um pouco: Vocês sabem o que é um sacerdote? Os sacerdotes eram homens escolhidos por Deus para realizar os sacrifícios que aconteciam duas vezes por dia no Tabernáculo. Aquele lugar de adoração que Deus pediu para que Moisés construísse no deserto.
O sacerdote era considerado muito especial pelo povo, pois Deus falava com ele e tudo o que o Senhor dissesse deveria ser comunicado aos israelitas.
As pessoas também vinham a ele para buscar orientação e resolver problemas. O sacerdote usava uma roupa muito especial, diferente das demais pessoas, mostrando que ele era um escolhido de Deus e Seu representante (mostrar a roupa e explicar).
Samuel morava no Tabernáculo com Eli, que era o sacerdote da época. Ele era seu pequeno ajudante e estava aprendendo a ser um sacerdote no momento certo. A Bíblia diz que o menino Samuel era muito novinho
quando foi morar no Tabernáculo. Sua mãe e seu pai não estavam ali, mas ele era muito obediente. Deus viu que o coração de Samuel era bom e que ele amava ao Senhor de verdade.
Querem ver só como ele era obediente? Quantas vezes a mamãe precisa chamar vocês para tomar banho e comer? Pensem! Era noite, e todas as luzes do Tabernáculo já haviam sido apagadas, Samuel dormia em sua esteira, quando ouviu uma voz: Samuel, Samuel! (Encenar com a criança e o adulto)
Logo, o pequeno ajudante se levantou, correu para o quarto do Eli e perguntou se ele o havia chamado. Eli, bem cansado, disse que não e que ele deveria voltar e dormir. Novamente, a voz falou: Samuel, Samuel. Ah!
Samuel não pensou duas vezes, ele correu para o quarto de Eli que novamente disse não ter chamado ninguém. O menino achou estranhou, mas foi se deitar. E mais uma vez ouviu aquela voz: Samuel, Samuel! Ai, ai, ai, o
que está acontecendo? Quando Samuel chegou ao quarto de Eli para perguntar se ele o havia chamado, finalmente
o sacerdote entendeu que era Deus que chamava Samuel. E o ensinou a responder se a voz novamente o chamasse. Samuel, novamente se deitou, se cobriu, e quando estava pegando no sono, ouviu: Samuel, Samuel.
Ele se ajoelhou e disse: Fala Senhor, porque teu servo ouve.
Ah, que lindo! Que garotinho obediente! Deus sabia que podia pedir qualquer coisa para Samuel e ele obedeceria. E essa foi a primeira conversa de muitas conversas especiais que Samuel e Deus teriam. Deus falou sobre o futuro para Samuel. Assim Samuel, mesmo pequeno, passou a ser um profeta do Senhor! Que maravilha!
Crianças, Samuel foi um sacerdote muito importante para o povo de Israel e todos o amavam porque ele era um representante de Deus. Não importa o seu tamanho, você também pode ser como Samuel, obediente, mas para obedecer a Deus, primeiro precisamos aprender a obedecer aos nossos pais. Aqueles que são obedientes verão a Deus e poderão conversar com Ele.

APELO: Vocês querem ser obedientes para poder ouvir a voz de Deus?

ORAÇÃO: Querido Deus, que sejamos obedientes como Samuel para ouvir a Tua voz! Em nome de Jesus, Amém.







sexta-feira, 27 de abril de 2018

A ORAÇÃO RESPONDIDA


                                         “Por este menino orava eu[...]” (I Samuel 1:27).


MATERIAL CONCRETO: Um bebê de brinquedo. Um lenço para cobrir a cabeça como Ana fazia para orar.

HISTÓRIA CONTEXTUALIZADA: Ana estava muito triste; seu coração estava bem apertadinho dentro do peito. Então, ela resolveu que ia ao Templo orar. Ela se ajoelhou, cobriu sua cabeça e orava sem parar, e nem se preocupava com quem estava ali; só queria orar até conseguir se acalmar. As lágrimas desciam pelo seu rosto, e apenas algumas palavras saiam bem baixinho de seus lábios.
Até que o sacerdote apareceu; ele ficou olhando e achou estranho. Talvez, ele nunca tenha visto uma mulher orar daquela forma. Então, chegou bem pertinho dela e disse: Você está bêbeda? Porque está bebendo vinho, olhe como você está! Ana, logo pediu desculpas, e disse ao sacerdote, que ela não estava bêbeda, mas estava muito triste, pois ela era casada há muitos anos e não podia ter filhos.
Que triste! Vocês sabiam que nem todas as mulheres que são casadas conseguem ter filhos? Existe muitas doenças que não deixam as mulheres terem bebê. Ana devia ter algum problema que não conseguia ter um bebê! Ela estava cansada de ver mães brincando com seus filhinhos e ela não poder ter nenhum.
Então, naquele dia, no Templo, ela pediu com mais força a Deus: Por favor, Senhor Deus, eu sei que Tu podes todas as coisas, não há impossíveis para Ti. Por favor, quero ser mãe e cuidar de meu filho! Se o Senhor me der um filho, eu o ensinarei a amá-Lo e ele será um sacerdote.
O sacerdote ficou com vergonha por ter julgado errado aquela mulher; ele ficou triste com a dor daquela mulher e resolveu orar por ela. Pediu para que ela secasse as lágrimas, fosse para sua casa e disse: Que o Senhor conceda o que você pediu!
Ana fez o que o sacerdote pediu; foi para sua casa. O tempo passou e Deus não Se esqueceu da oração de Ana.
Vocês sabem que Ele nunca esquece as nossas orações. Ele curou Ana e ela conseguiu ter um filho a quem chamou de Samuel. Ela cuidou daquele menino com muito amor e o ensinou a amar a Deus mais que qualquer coisa ou pessoa. Quando ele já estava na idade certa, Ana levou o pequeno até o Templo e o entregou ao sacerdote
Eli para que ele ensinasse o menino Samuel a ser um homem que trabalha para Deus.
Samuel amava a Deus e Deus falava com ele. Quando ficou adulto, Samuel foi o sacerdote mais importante que houve em Israel, e toda a pessoa o amavam porque ele servia ao Senhor de todo o coração.
A oração é uma conversa com Deus e, pela oração chegamos mais pertinho do Senhor. A oração nos ensina que Deus pode fazer qualquer coisa, mas nós precisamos pedir e não desistir. Ana não desistiu de orar e na hora certa, Deus deu a ela um filho que foi muito especial. Vocês são pequenos, mas já podem ser grandes crianças de oração.

APELO: Quantos querem ser grandes crianças na oração?

ORAÇÃO: Querido Deus, essa história nos ensina que nunca podemos desistir de orar; que na hora certa saberemos qual é a Sua vontade. Abençoe essas crianças para que sejam grandes em oração. Em nome de Jesus, Amém.



sexta-feira, 20 de abril de 2018

A VITÓRIA DOS 300

MATERIAL CONCRETO: Um escudo e uma espada. Uma trombeta (pode fazer de papel, como se fosse
uma corneta). Um jarro de barro que possa quebrar e uma vela, se possível, mantê-la acesa. (*)

HISTÓRIA CONTEXTUALIZADA: Já imaginou ir para uma guerra sem escudo e sem espada? Estranho, não é? Numa guerra, os soldados precisam estar bem equipados com suas armas para poder se defender do inimigo.
Eu não gosto de guerras, acho muito triste que existam. Mas se um exército resolver me destruir, o que vou fazer?
Era um tempo muito difícil para o povo de Israel. Os midianitas eram maus e estavam lutando contra eles e pegando toda a sua comida. Os israelitas não tinham exército e assim, não podiam fazer nada. Estavam com medo; apavorados. Gideão era um que estava com muito medo; tanto que ele ia trabalhar de madrugada para que ninguém o visse. Mas, Deus tinha um plano para salvar Israel dos midianitas e queria contar com Gideão.
Então, enviou um anjo para dizer que ele deveria comandar um batalhão. Ele não acreditou muito que conseguiria, mas Deus disse que estaria com ele e que venceriam os midianitas.
Gideão convocou o povo para a guerra e muitos se uniram a ele. Quando os midianitas ficaram sabendo, oh, não! Eles chamaram outros exércitos, vindos de todo o Oriente; era gente que nem dava para contar, e agora?
Gideão deveria chamar mais gente? Não! Pelo contrário, Deus mandou que Gideão passasse por um rio com seu batalhão e mandasse que todos bebessem água. Aqueles que se abaixassem para beber calmamente deveriam ser dispensados e voltar para casa. Apenas ficariam aqueles que pegassem a água com mão, de forma apressada e bebessem a água.
Sabem quantos ficaram para a luta? Só 300 homens. Mas esperem! Deus ainda falou mais, deveriam deixar seus escudos e espadas e em lugar disso pegar uma tocha em um jarro de barro e uma trombeta.
Isso mesmo; um jarro com uma tocha dentro e uma trombeta. Gideão repartiu os homens em 3 grupos.
Mandou que quando ele tocasse a trombeta, todos também tocassem as suas trombetas; ninguém deveria sair do lugar, mas deveriam esperar e ver o que Deus faria.
Aquela noite foi incrível, crianças! Os midianitas e todos os outros exércitos caíram em um profundo sono; todos dormiam profundamente no acampamento. E o povo de Israel estava em posição, prontos para a ordem de Deus. Então, Gideão tocou a trombeta (som de trombeta), todos tocaram juntos, e quebraram o jarro com a tocha (quebrar o jarro). O povo acordou com medo, em desespero e começaram a atacar uns aos outros e o povo de Israel com Gideão ficou ali, parado, vendo Deus vencer aquela guerra. Que milagre estava acontecendo!
Ah, o nosso Deus não precisa de espada ou escudo, nem de canhão, ou míssil. Ele é o Deus Todo-poderoso e pode todas as coisas. Ele ama o Seu povo e os livra do mal. Aqueles que estão ao lado de Deus serão sempre vitoriosos.

APELO: Quem deseja ser vitorioso em Cristo?

ORAÇÃO: Querido Deus, agradecemos a Ti por Teu amor e porque cuidas de nós. Que estejamos ao teu lado para sermos sempre vitoriosos! Em nome de Jesus, Amém.




O DIA QUE O SOL PAROU

“[...]Sol, detêm-te em Gibeão, e tu, lua, no vale de Aijalom. E o sol se deteve, e a lua parou
até que o povo se vingou de seus inimigos[...]” (Josué 10: 12, 13).

MATERIAL CONCRETO: Um desenho da Terra. Um desenho do sol e outro da lua. Uma música de batalha e, se possível, alguém vestido de Josué.

HISTÓRIA CONTEXTUALIZADA: Vocês sabiam que a Terra está sempre se movimentando? Deixem-me explicar de formar bem fácil: Observem o sol (mostrar o sol), ele é importante para muitas coisas, e além de iluminar a Terra, seus raios solares nos dão a vitamina D, muito importante para nossa saúde. A lua também é importante para a vida na terra.
E aqui está a nossa Terra, lugar onde habitamos. Tudo no Universo está em movimento. Mas vejam, a Terra está sempre girando e, enquanto gira, recebe os raios solares que determinam o dia ou a noite. A Terra gira ao redor do seu próprio eixo, o que chamamos de movimento de rotação, que dura 24 horas, indicando noite e dia. E gira também ao redor do sol, o que chamamos de movimento de translação, que dura um ano inteiro para acontecer.
Mas porque eu estou falando disso? Bem, vocês sabem que o povo estava caminhando no deserto para chegar à Terra Prometida, a tão sonhada Canaã. Agora, eles já estavam pertinho desse lugar prometido. Seu novo líder era Josué; um homem que amava a Deus e seria o responsável por levar o povo até Canaã e todos confiavam nele, por ser corajoso, um homem de oração, e por ter visto todos os milagres que aconteceram na viagem, desde seu
começo: o mar se abrir, a água sair da rocha, o maná, subir com Moisés no monte e ver a glória de Deus.
Certo dia, ele ficou sabendo de cinco reis que vieram lutar e destruir seu povo. Josué reuniu todos os guerreiros de Israel e a grande batalha começou. Porém, havia muito mais pessoas para lutar contra Josué e os israelitas.
Mas eles não estavam com medo, pois sabiam que Deus estava à frente e lhes daria a vitória. E algo bem diferente
aconteceu naquele dia: A batalha já havia começado, os israelitas estavam fazendo de tudo para vencer a guerra, mas eram muitos guerreiros contra eles, e assim, levaria muito tempo para terminar aquela guerra.
Então, ao meio dia, Josué, o homem que confiava em Deus, olhou para o céu e disse: “Sol, detêm-te em Gibeão, e tu, lua, no Vale de Aijalom”. E o sol parou, e a lua também, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isso
mesmo, crianças! A Terra parou de girar, de fazer seu movimento de rotação. O sol continuou brilhando forte, até que eles venceram os seus inimigos. Já imaginou um dia sem noite? Aquele foi um dia sem noite, eles lutaram sem parar e Deus lhes deu a vitória.
Esse foi mais um dos grandes milagres que Deus realizou no meio do povo de Israel. Com ele aprendemos que não existe nada difícil para Deus. Ele é Deus e pode fazer qualquer coisa. Mas também aprendemos que quando oramos todos os dias, estudamos a Bíblia nos tornamos meninas e meninos fortes no Senhor, tudo o que pedimos que seja para honrar o nome de Deus e para a salvação de outras pessoas, Deus atenderá. Josué era um guerreiro poderoso, porque sua vida era de oração.

APELO: Vocês desejam ser um herói assim como Josué e ser uma criança de oração?

ORAÇÃO: Querido Deus, agradecemos por poder orar e saber que se for para o bem de outros, o Senhor sempre dirá SIM, aos nossos pedidos. Que todos aqui sejamos pessoas de fé e oração. Em nome de Jesus, Amém.


sexta-feira, 6 de abril de 2018

UM LUGAR PARA DEUS MORAR

“E me farão um santuário, para que Eu possa habitar no meio deles” (Êxodo 25:8).

MATERIAL CONCRETO: Leve um modelo de uma oca, iglu e, se possível, um modelo do tabernáculo que foi construído no deserto.

HISTÓRIA CONTEXTUALIZADA: Olá, crianças, bom dia! Deixem-me perguntar: para que serve uma casa? A casa é o local onde, geralmente, uma família mora. A casa é muito importante porque ela nos abriga do sol forte, dos ventos, da chuva, também pode nos proteger de animais ferozes e mesmo de pessoas más.
Pensem: quando vocês estão em sua casa, sentem-se seguros? A casa serve para nos dar segurança, certo? Ao redor do mundo existem diferentes tipos de casa: os índios, muitas vezes, moram em ocas, feitas de palha. Os esquimós, povo que vive em regiões muito geladas do planeta, moram em iglus, que são feitos de gelo. Existem diferentes tipos de casa: de madeira, de alvenaria (tijolo e cimento), casas flutuantes, casas aéreas, que podem
ser construídas nas copas das árvores. Enfim, diferentes tipos de casa e todas elas servem para abrigar pessoas e também para receber aqueles que amamos.
Já o povo de Israel vivia em tendas, que eram fabricadas a partir de peles de cabra ou de lã. A tenda era algo fácil de desmontar e carregar. Assim, o povo de Israel poderia montar sua tenda aonde quer que fosse. Vocês conseguem se imaginarem fazendo uma longa viagem e podendo carregar sua casa para qualquer lugar? Acho que seria legal poder sempre dormir na sua cama aonde quer que fossem, não é?
Um dia, Deus chamou Moisés, e pediu para que ele subisse em um monte bem alto, chamado Monte Sinai. Lá, enquanto eles conversavam, Deus disse: Moisés, todos vocês têm suas casas, seu lugar de descanso e Eu amo estar perto de vocês. Mas para que vocês saibam disso, Eu quero que vocês construam uma tenda para Mim. Vamos chamar de santuário
ou tabernáculo e Eu vou habitar no meio de vocês! Assim, vocês sempre terão a certeza de que Eu estarei sempre com vocês.
Que maravilha! Deus queria ter uma casa que ficasse no meio das tendas dos israelitas, para que assim que eles soubessem que o Senhor Deus sempre estaria com eles.
Sabem, Deus mostrou para Moisés uma planta, ou seja, um desenho de como deveria ser esse tabernáculo e sendo Moisés muito obediente, conseguiu fazer igualzinho ao que Deus havia mostrado. No dia da inauguração,
houve uma grande festa; um grande coral cantou, os mandamentos de Deus foram lidos e Deus mostrou Sua glória a todo o povo. Foi um dia muito lindo e especial! Ali, todos os dias seriam celebrados cultos para que as pessoas aprendessem do amor de Deus.
Eu gosto tanto dessa história, pois ela me faz entender que Deus quer morar com a gente. Ele quer sempre estar bem pertinho de cada um de nós, porque nos ama muito.
Deus nos ama mais que qualquer pessoa neste mundo. E sabem, eu também quero ficar bem pertinho de Deus todos os dias. E quero estar aqui na casa dEle, na igreja, e poder cantar muitos louvores a Ele por esse amor tão
grande. Assim como o povo de Israel ajudou a construir o Tabernáculo, hoje, parte de nossas ofertas são usadas para construir igrejas ao redor do mundo e ensinar que Deus deseja estar pertinho de nós.

APELO: Vocês desejam ficar bem pertinho de Deus e ajudar outras crianças e suas famílias a terem um lugar de adoração?

ORAÇÃO: Querido Deus, sou agradecido porque o Senhor deseja morar comigo e em mim. Obrigado, por me amar tanto assim. Por favor, fica comigo, que a minha casa seja a Tua casa! Em nome de Jesus, Amém!